Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

Inverno: tempo de recolhimento e reflexão

| Por Lu Rabelo* |

Nos últimos anos venho sentindo cada vez  com mais intensidade a força de cada estação do ano, e buscando compreender a simbologia de cada ciclo em mim. Tenho percebido que são momentos que nos trazem grandes oportunidades de mudanças, graças às energias que cada estação carrega. Vale lembrar que o que caracteriza as Estações do Ano é a variação da luz solar que atinge a superfície da Terra de diferentes formas de acordo com cada época.

Neste 21 de junho, quando o Sol entra no signo de Câncer, acontece o Solstício de Inverno no Hemisfério Sul. É quando ocorre a noite mais longa do ano (onde ficamos mais distante do Sol).  E é também a partir de agora que os dias começarão novamente a se equiparar às noites, até o o Equinócio da Primavera, daqui a três meses, em 22 de setembro, quando dia e noite terão a mesma duração.

Simbolicamente o Inverno é associado à morte, ao desconhecido, à escuridão. É também o momento do ano que marca o retorno gradativo da luz, no sentindo real e simbólico.

Venho percebendo que, apesar de no Brasil a gente não ter as estações tão marcadas, esses ciclos têm muito sentido. Como nos lembra a idealizadora do projeto Caminhando em Beleza, Elisa Rodrigues, em conversa online com a escritora Paula Quintão: “Após o plantio na Primavera, o amadurecimento no Verão, a colheita no Outono, chega então o Inverno, momento de olhar as sementes, ver o que valeu à pena e o que já não faz sentido, para então se desfazer do que não serve mais”.

Esses dias, conversando com uma amiga, estávamos falando sobre cartas, bilhetes, coisas do passado que guardamos e que já não fazem mais sentido. Foi então que ela disse: – bora aproveitar o São João e queimar tudo na fogueira! Adorei a ideia. Acho que esta é uma ação que tem tudo a ver com a energia invernal.

No site xamanismo.com.br, li um texto que reitera o que  planejamos para este São João: “é o momento de libertar-se de velhos padrões emocionais, acontecimentos passados que influenciam negativamente o momento presente e de tudo o que não é saudável na vida. É o momento de queimar simbolicamente tudo o que não serve mais e, dessa forma, abrir espaço para o novo, trazendo mais equilíbrio e objetividade para a vida.” :)

O texto também ressalta ser uma ótima ocasião para fazer limpezas, tanto a nível físico, desintoxicando o corpo, como mental (livrar-se de velhas idéias, crenças limitantes, pensamentos negativos, preconceitos) e emocional (culpa, mágoa, lixos emocionais). É um tempo propício para renovação. “No corpo físico, procurar por alimentos puros, integrais, respirar bem,  ter atitudes saudáveis, purificar o corpo. No mental, olhar para o mundo com os olhos de uma criança, livrar-se dos preconceitos, sarcasmos, julgamentos, fofocas, intrigas. No nível emocional, praticar a honestidade, a espontaneidade, receptividade, integridade, buscar equilíbrio, autorrealização, amor próprio. No espiritual, se abrir para o encontro com o Eu Superior, com a alma. Buscar a Essência Divina e confiar mais.”

É comum a gente lembrar do termo ‘hibernar’, quando se ouve falar em Inverno. E é isso mesmo. Inverno é tempo de introspecção, recolhimento, repouso, acolhimento, autoproteção, silêncio, meditação, contemplação, reflexão, revisão, avaliação, aceitação.  Com o Sol em Câncer, um bom momento para mergulhar nas emoções, dar atenção ao interior, à família, desacelerar, aquietar, desapegar do que precisa ir e perdoar a si e aos outros. É tempo de aprender a ter paciência! Ocasião ideal para mergulhar no autoconhecimento, na sabedoria interior, no autodesenvolvimento.

Neste exato momento em que escrevo este texto recebo num grupo de amigas no whatsapp um texto do astrólogo Dimitri Camiloto, sobre o Solstício de Inverno, em que ele diz: “A escuridão maior é o marco divisório entre um tempo que passou e um novo que se inicia. A partir de agora o Sol Invictus retornará gradativamente e cada vez mais glorioso, mas é preciso existir aceitação e compreensão de que sempre existe um processo de estagnação, morte, enriquecimento do solo com a matéria que se decompõe dessa morte, germinação e renascimento.”

Que nos permitamos invernar, fertilizando o solo para Primavera!

* Lu Rabelo é cantadeira, arteterapeuta e editora do Portal Flores no Ar

Ps: Elisa Rodrigues, idealizadora do projeto Caminhando em Beleza, está oferecendo, gratuitamente, uma linda vivência online de inverno. Vale demais à pena! As inscrições podem ser feitas neste link!

1 Comments

Leave a comment