Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

  • Home  /
  • AGENDA   /
  • [AGENDA PE] Formação de Facilitadoras de Círculos de Mulheres tem início no dia 20 de janeiro

[AGENDA PE] Formação de Facilitadoras de Círculos de Mulheres tem início no dia 20 de janeiro

Foto: Lívia Neves

“Quando as mulheres reafirmam seu relacionamento com a natureza selvagem, elas recebem o dom de dispor de uma observadora interna permanente, uma sábia, uma visionária, um oráculo, uma inspiradora, uma intuitiva, uma criadora, uma inventora e uma ouvinte que guia, sugere e estimula uma vida vibrante nos mundos interior e exterior. Quando as mulheres estão com a mulher selvagem, a realidade desse relacionamento transparece nelas. Não importa o que aconteça, essa instrutora, mãe e mentora selvagem dá sustentação às suas vidas interior e exterior.” (Clarissa Pinkola Estés)

A cada dia mais e mais mulheres desejam estar em círculo, lugar de sabedoria ancestral. A cada dia mais mulheres sentem a necessidade de se encontrar consigo mesma e com outras mulheres, de se re-ligarem ao seu eu instintivo, intuitivo e selvagem. A partir da vivência como condutora de Círculos de Mulheres, a terapeuta Goretti Mello inicia, em janeiro de 2018, um curso de Formação de Facilitadoras de Círculos de Mulheres.

“Na minha vivencia como facilitadora de círculo de mulheres precisei contar com a minha sabedoria intuitiva, com conhecimento adquirido em anos de participação em grupos e movimentos, muitas leituras e estudos e num caminho que acho essencial: o caminho do autoconhecimento. Nesse momento sinto a necessidade de partilhar esse caminhar, dando a minha colaboração para que outras mulheres sigam nesta jornada, criando e alimentando seus grupos, olhando para as suas sombras e deixando assim revelar a sua essência numinosa que inspira a conduzir mais e mais mulheres de volta para si mesma e para seu feminino sagrado”, explica Goretti.

A formação se propõe prioritariamente a ser um caminho de autoconhecimento feminino para aquelas que desejam formar, manter ou aprofundar um círculo. O curso também está aberto a qualquer mulher que queira aprofundar o conhecimento da espiritualidade feminina em si mesma.

“Já há alguns anos estamos vendo crescer um novo “movimento” chamado de sagrado feminino. O que seria isso? Durante muito tempo para abrir caminho neste mundo masculino patriarcal as mulheres precisaram ficar muito duras, racionais e competitivas. Estas ‘qualidades’ distorcidas da força masculina que imperava no mundo eram o ‘tudo de bom’. Assim foi se criando um mundo assentado em valores de poder e destruição, onde nem as mulheres e nem os homens estavam nos seus lugares legítimos. Os caminhos dos círculos de mulheres são uma forma de recuperar a dimensão do feminino resgatando a força e a compaixão de forma saudável. Ajudando a conduzir cada coisa para o seu lugar.”

“As mulheres sentam em círculos para tecer, remendar e costurar o tecido da irmandade feminina e buscam resgatar valores como: a ligação e compaixão pela terra, a descoberta do poder criativo e gerador de seus ventres, a intimidade com seu sangue e com os seus ciclos e o cuidado e acolhimento com a vida de todos os seres deste planeta. A cada dia mais mulheres se unem com o objetivo de se engajar nesta jornada de autoconhecimento e autotransformação buscando uma nova consciência planetária onde as forças da beleza, do amor e do poder do feminino e do masculino coexistam!”

Facilitadora
Goretti Melo é casada e mãe de um filho e uma filha. Graduada em Assistência Social, há alguns anos conduz o Círculo de Mulheres das Borboletas Amarelas. É Moon Mother, terapeuta floral, Deeksha Giver, professora de reiki e conduz, juntamente com seu companheiro, uma trabalho de sexualidade sagrada para casais e solteiros. Tem formação em alinhamento sexual multidimensional e na Doce medicina.

Formato do curso
O curso acontece em sete encontros, sendo quatro módulos e três supervisões.
Em sua maioria o curso será vivencial, sendo agregados  também filmes, textos, vídeos e livros que ajudarão a dar embasamento teórico e metodológico aos processos.
Serão utilizadas técnicas de colagem, desenhos, argila, trabalhos manuais, dança, rituais, oráculos e partilhas.

Módulo 1: O despertar do feminino sagrado
A queda do feminino, a substituição aos cultos da deusa, a desconexão com a terra e o esquecimento do sagrado feminino.
Como se reconectar?

Módulo 2: liderança cuidadora e curadora
Porque estar em círculo?
As sombras que carregamos as memórias coletivas, a desunião entre as mulheres e
Tornando-me uma – o círculo das irmãs

Módulo 3 – O corpo e a dimensão espiritual
Meus ciclos e minhas fases
A ecologia feminina
A sexualidade
Honrar a união entre o masculino e o feminino, o céu e a terra, um pai criador e uma mãe mantenedora.

Módulo 4–Finalização de curso com rito de celebração e compromisso com feminino sagrado
Consciência do compromisso com a missão de ser uma semente de união entre as mulheres.

Data dos encontros (janeiro/2018 a julho/2018):
20 e 21/01 – 1º módulo – aldeia (imersão)
17/02 – 1ª supervisão
10 e 11 /03 – módulo – Encruzilhada
14/04 – 2ª supervisão
19 e 20/05 – módulo- Encruzilhada
16/06 – 3ªsupervisão
14 e 15/07 – 4º módulo e cerimônia de iniciação – aldeia(imersão)

Investimento:
Valor total do curso: R$1.240,00 pagamento à vista + sorteio de um livro;
Dividido em até 10 x pela plataforma Sympla

Material disponibilizado:
Pendriver com apostilas/musicas/textos/filmes.
Certificado do curso conferido para 90% de participação

Locais do curso:
Chácara Esmeralda – Rua Breno Martins – Quilometro 08 – Estrada de Aldeia/PE (https://goo.gl/maps/wpPJFvzhjcx)

Lazuli Espaço Terapêutico
Rua da Coragem, 130ª Encruzilhada –Recife/PE (https://goo.gl/maps/wpPJFvzhjcx)

Inscrição: https://goo.gl/forms/nJseb4s7x7TiQTam1

Mais informações:
(81) 98855-6581 (Goretti Melo – TIM/WhatsApp)
lazulirecife@gmail.com

“ (…) cada mulher, em cada círculo, que se transforma através de sua experiência nele, leva estas mudanças para outras relações. Até que, em um determinado dia, um novo círculo se formará e ele será o milionésimo círculo – aquele que faz a diferença – e nos levará a uma era pós-patriarcal”. (Jean Shinoda Bolen, em O milionésimo círculo)

Leave a comment