Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

[CANTO DE LU] ‘Enquanto a gente se escolha’

Carta do meu baralho de SoulCollage nomeada de CONFIANÇA, e que representa os meus pais

 

| Por Lu Rabelo (Iamana Cy)* |

O meu maior desafio nesta vida sempre foi a relação afetivo-sexual.

Depois de dois casamentos, dois filhos, e, praticamente, 5 anos sem viver um relacionamento, venho nos últimos tempos refletindo sobre a abertura para um novo amor.

Nesse tempo sozinha, tava mesmo era me apaixonando por mim! Um trabalho profundo de autoconhecimento e expressão.

Consegui me olhar verdadeiramente e assumir a importância vital do Canto e da Poesia na minha vida, compreendendo com maior clareza minha missão de comunicar, ser canal, inspirar.

Foi preciso muita Coragem e Confiança. Agradeço todos os dias a mim e aos meus Guias por estarmos Fiando juntos.

Houve momentos difíceis, pois, ao mergulhar, tive que encarar meu lado sombrio, me perceber egoísta, egoica, arrogante, invejosa, ciumenta, possessiva, controladora, apegada, carente, insegura, preconceituosa, machista, raivosa, impaciente.

Mas reconheci também minha porção acolhedora, amorosa, materna, cuidadosa, respeitosa, sincera, sensível, corajosa, confiante, responsável, comprometida, pacífica, justa, amiga, flexível, vibrante, valente, poética, encantada, libidinosa, apaixonada, romântica.

Agora, o desafio é: como romper com o padrão antigo de relacionamento que tive com  meus parceiros (padrão que não quero mais!)? Como construir uma nova relação, acolhendo e sabendo lidar com minhas sombras (e as dele), ao mesmo tempo potencializando o que em mim (e nele) é luz?

Como me abrir para compartilhar a vida com alguém, sem deixar de ser eu, sem perder minha liberdade, sem interferir na liberdade do outro? (Até porque o que nos encanta, um no outro, é a liberdade de cada um ser quem ‘si’ é!)

Como botar em prática, no dia a dia, numa nova relação, todas as reflexões e aprendizados obtidos comigo mesma e com as relações que vivenciei?

Não deve ser fácil. Mas, como diz As Cumade, no Cordel do Carma Amoroso: “é somente em contato e relação que se pode tratar com exatidão os feridos e feras que insistem, pois te digo que eles não desistem! Como Jung nos disse eles retornam, e os caminhos febris eles adornam, como pedras nos selfs atordoam; arabescos tais aves que revoam, e onde pousam janelas que se tornam”.

Quero acreditar que é possível, sim, vivenciar uma união, onde cada um, num processo de autoconhecimento e autorresponsabilidade, busque em si o equilíbrio dos opostos, tendo no parceiro um companheiro de aventura, caminhando lado a lado, num apoio mútuo, não ‘até que a morte nos separe’, mas ‘enquanto a gente se escolha’.

Quero verdade, coerência, respeito, inteireza, encantamento, presença, confiança e liberdade. Um amor que só pode ser vivido por quem ‘si’ ama.

* Lu Rabelo (batizada com o nome de Iamana Cy, no Ritual Juremar Yaci Uaruá) é cantadeira, arteterapeuta, jornalista 
e editora do Portal Flores no Ar. É estudiosa de Xamanismo, Astrologia e Tarot.

 

Leave a comment