Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

  • Home  /
  • AGENDA   /
  • Curso Sincronário Maia, a partir de 1 de fevereiro, no Sobrado Espaço Cultural, em Olinda

Curso Sincronário Maia, a partir de 1 de fevereiro, no Sobrado Espaço Cultural, em Olinda

Curso de Sincronário3

Juan Fernando, facilitador do curso

O Curso Sincronário Maia será facilitado por Juan Fernando Vazquez Fleitas, todos os sábados de fevereiro, das 9h às 13h, no Sobrado Espaço Cultural, em Olinda/PE.

“O curso  promoverá um mergulho na Sincronicidade, botando nossa força na criação da Nova Terra 13:20 onde o TEMPO é ARTE! Vamos interpretar Mapas Astrais Maias, ler Tons, Selos, Kins, Oráculos, Ondas Encantadas. Vamos nos alinhar com a conta do SINCRONÁRIO das 13 LUAS. Vamos sair da vibração ‘tempo é dinheiro’, principalmente  trabalhando no reconhecimento do SAGRADO em TUDO”, explica Juan Fernando.

Fone pessoal: (81) 8712 – 9571 OI

Email e Skype: vazquezfleitas@hotmail.com

Para INFORMAÇÕES ou solicitar a planilla de INSCRIÇÕES:
xandapinheiro@gmail.com

O seguinte link é o convite ao evento no facebook para se ligar com informações extras:
https://www.facebook.com/events/651205951587665/?ref=ts&fref=ts

Curso Sincronário Maia
Data: sábados 1, 8, 15, 22 de Fevereiro/2014
Fora: das 9 ate 13 horas
Local: Sobrado Espaço Cultural- Rua 15 de Novembro 119, Varadouro (ladeira da prefeitura de Olinda)

Informações:
9906 – 5492 TIM Luciana
9147 – 4236 CLARO Alexandra

Mais informação no blogspot:
http://www.estudokinmaya.blogspot.com.br

1 Comments

  • Thiago Cavalcanti on

    Fala, “Flores no Ar”! Lamento que, mesmo após nosso prazeroso contato mais direto, o leitor ainda esteja sendo induzido ao erro de achar que o calendário da paz é maia. Recordo que é a segunda vez após nossa conversa acerca do assunto que chega a mim divulgação deste tipo no seu sítio.

    É preciso, definitivamente, expandir os esclarecimentos acerca das diferenças entre calendário maia e calendário da paz, de maneira que não se naturalize acriticamente o “sincronário” como se fosse “maia”. Assim como já era preciso naquele ano de 2010…

    Abraços

Leave a comment