Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

  • Home  /
  • AGENDA   /
  • A artista Marleide Alves expõe peças em Papel Marchê no Gerar até 20 de dezembro

A artista Marleide Alves expõe peças em Papel Marchê no Gerar até 20 de dezembro

Acontece no Espaço Gerar, em Casa Forte, até o dia 20 de dezembro, a exposição ‘Reciclar’, com peças criadas em papel marchê pela artista plástica Marleide Alves. Estão à mostra e à venda máscaras, mandalas, espelhos e outros objetos de decoração .

Formada em Educação Artística pela UFPB com especialização em Artes Plásticas, Marleide Alves dedicou-se 25 anos ao ensino municipal, lecionando Artes em escolas públicas. Em 2002, iniciou seu percurso artístico por meio de pinturas em tela. Em 2012, após se aposentar, conheceu no Gerar a arteterapeuta, designer e artista plástica Simone Souto Maior, com quem teve aulas de arte em papel marchê. “Ganhei de aniversário o curso de papel marchê em, desde então, tenho me dedicado a esta arte, que tem muito me inspirado”, declara Marleide Alves.

Apesar da palavra ser originada do francês, a origem do papel marchê é chinesa e remonta à descoberta do papel por volta de dois séculos antes de Cristo, quando os chineses começaram a utilizá-lo artisticamente. O nome significa ‘papel mascado’. A sua técnica é realizada através de uma massa feita com papel, água e cola, possibilitando a criação de variados objetos. Algumas de suas características são beleza, durabilidade e leveza, além da facilidade de modelagem.

De acordo com Simone Souto Maior o papel marchê tem um valor importante no processo terapêutico, por ser um material reciclado, transformado a partir de materiais que iriam para o lixo. “Proporciona de maneira análoga com a nossa vida, a possibilidade de mudanças internas, de transformações, de reciclar a nossa maneira ser e estar no mundo”.

“Hoje, com a tomada de consciência sobre os atuais problemas ecológicos e ambientais que o planeta vem enfrentando, o uso dessa técnica, configura como alternativa de reaproveitamento de diversos materiais que iriam ser jogados fora, sem que tenham uma destinação final adequada. O principal insumo empregado no papel Marchê é o papel que continuamente pode ser reciclado e reintegrado à cadeia de produção”, declara a artista e arteterapeuta.

SERVIÇO
Exposição de peças em Papel Marchê, de Marleide Alves
Data: de 4 a 20 de dezembro
Horário: 18h às 21h
Local: Gerar – Arteterapia e Bem-Estar, rua Jorge de Albuquerque 103, Casa Forte, Recife-PE
Fone: (81) 3268-1749

Leave a comment