Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

  • Home  /
  • ARTIGOS   /
  • Os principais órgãos internos comandam as emoções e a mente

Os principais órgãos internos comandam as emoções e a mente

Por Rodrigo Silveira (Herbalista, fã do conhecimento oriental, criador do www.ervanarium.com.br e um dos coordenadores do LugarYincomum, site de onde este texto foi reproduzido)

Os chineses descobriram, através de anos de observação da natureza e dos fenômenos, que os 5 principais órgãos vitais: Rins, Coração, Pulmões, Fígado e Baço/Pâncreas formam uma espécie de “conselho”que rege a maior parte das funções humanas. Além de suas funções conhecidas pela medicina ocidental, cada um destes órgãos tem responsabilidade direta com uma infinidade de funções e demais órgãos do nosso corpo.

Confira abaixo:

RINS
Além de suas funções biológicas de filtragem relacionadas à excreção e ao bom funcionamento do sistema urinário, os rins são responsáveis pelas atividades cerebrais, pela disponibilidade da energia sexual, pela fertilidade, pela capacidade dos órgãos internos se regenerarem, pelas medulas dos ossos, pela boa constituição dos dentes, pela audição, pelo metabolismo regular da água no corpo, pela saúde de ovários e testículos, pela força dos nossos cabelos, pela região lombar, pelo funcionamento das suprarrenais, pela força das pernas e pelo controle dos orifícios de excreção, principalmente da uretra (o controle do ânus é divido com o Baço!). Além disso, se você está apático, com medo (principalmente sem motivo aparente), cansado demais (dorme e não se recupera), sofre de doenças neurológicas, impotência ou frigidez ou ainda acorda com olheiras pretas debaixo dos olhos, isso são sinais de que seus rins não vão bem.

FÍGADO
Este órgão já tem um número muito grande de funções já catalogadas pela medicina ocidental, mas se formos colocá-lo sob a lupa dos chineses a lista fica realmente interessante. Além de ajudar a coordenar a digestão, armazenar sangue, metabolização de inúmeras substâncias e auxiliar na eliminação de dejetos (através do efeito lubrificante da bile), o Fígado também governa a vesícula biliar, garganta (em parceria com o coração), a visão (Não quer usar óculos? Seja bonzinho com o Fígado!) e os olhos (sabe aquele terçol no dia do casamento?), o crescimento de unhas e dos cabelos, o equilíbrio do ritmo menstrual, a qualidade do sangue e governa os tendões e músculos (este último em parceria com o Baço). Se o seu Fígado não vai bem, além dos sinais de ressaca já conhecidos, você poderá manifestar raiva, ciúme, depressão, prostração, cansaço extremo (que não melhora com o sono), fome constante, dores de cabeça abismais ou mesmo enxaqueca. Se na lateral do rosto ou debaixo dos olhos você apresentar um tom esverdeado isso é um sinal claro que seu Fígado está pedindo ajuda!

CORAÇÃO
O mais nobre dos órgãos, sede da alma e trabalhador incansável (se bem cuidado, é certo!) tem funções bem conhecidas da medicina ocidental. É responsável pelo bombeamento de sangue por todos os vasos, possibilitando que o oxigênio vital chegue a todas as células. Não é pouco, mas quem dera fosse só isso o que nosso querido coração precisa fazer.
Os chineses descobriram que o sangue é formado no coração (e nas medulas vermelhas que são regidas por este órgão). Além disso, ele é a morada da Mente que não habita o cérebro, mas apenas é RECONHECIDA nele! É a sede da inteligência, do espírito (nas mais abrangentes acepções que esta palavra pode albergar), governa a língua, garganta e o sentido do paladar, o funcionamento do intestino delgado, além das emoções da alegria, generosidade e a virtude da paciência.
Se você estiver ansioso, impaciente, agressivo, com o sono inquieto, com pesadelos frequentes ou com o rosto muito vermelho ou ainda falando pelos cotovelos deve dar uma atenção especial ao coração.

BAÇO/PÂNCREAS
Pois é, os chineses entendem que estes dois órgãos formam uma unidade ainda que esta visão não é compartilhada (de maneira geral) no ocidente. Esta dupla trabalha para eliminar as organelas defeituosas do sangue, regular a produção de insulina e outros hormônios e enzimas fundamentais ao funcionamento do organismo, produção do sangue e produção de leucócitos (anticorpos). Mas acreditem, ainda tem mais! O Baço/Pâncreas é diretamente responsável pela digestão. Estes órgãos governam o estômago (que sem sua energia não poderia processar a parte que lhe cabe na digestão) e seu bom funcionamento. Também são responsáveis pelo bom estado dos vasos sanguíneos (varizes são um sinal inequívoco que estes órgãos não vão nada bem…). A dupla é responsável pela energia que mantém todos os órgãos internos em seu devido lugar. Prolapsos comuns como de útero e bexiga tem relação direta com mau funcionamento da dupla. Problemas nos esfíncteres do corpo também (sabe a hemorroida?). Os músculos são regidos por estes órgãos e o sentido do tato e diversos processos de transporte e transformação de substâncias, as mais diversas, no organismo. Sabemos que precisamos dar muito amor e atenção a estes dois bravos órgãos quando estamos preocupados, reflexivos e loucos por consumir açúcar!

PULMÕES
A vida aqui na Terra começa, para muitos com um tapa no bumbum e com o ar entrando pelos pulmões. Esses órgãos incríveis fazem a troca gasosa que permite nosso corpo se abastecer de oxigênio, o combustível básico de todas as funções energéticas do organismo. Mas, além disso, os chineses contam que os pulmões são responsáveis pelo bom funcionamento de TODO nosso sistema imunológico, pela qualidade da pele e do intestino grosso, as vias aéreas, nariz, o sentido do olfato e boa parte de nossa vitalidade (junto com o Baço/Pâncreas)! Quando o Pulmão não vai bem a respiração fica curta, podemos ter tosse (se for seca de origem hepática, se for “fofa” indica acumulo de líquidos), adoecemos com frequência e a pele fica seca. Podemos nos encontrar tristes, depressivos e melancólicos. Um dos maiores pecados contra este órgão é o hábito de fumar. Exercícios respiratórios ajudam a fortalecer os pulmões e aumentam a vitalidade e a tranquilidade.

OS ÓRGÃOS INTERNOS NÃO TÊM BOCA PARA FALAR!
Assim, a forma que eles têm de se comunicarem conosco são através dos incômodos de saúde que, se não forem ouvidos, acabam virando uma doença.
A outra maneira é através das emoções que sentimos.
Você só sente alegre por que seu coração está bem.
Só sente paz porque os Rins estão fortes.
Só expressa bondade se o Fígado permitir.
Só consegue ter fé e confiança na vida com pulmões fortes.
Só sente que a vida é boa e que tudo está em seu lugar (graças à Deus!) por que o Baço e o Pâncreas também estão felizes.
Afinal, qual seria a razão para acordarmos de manhã cedo já desanimados, tristes ou mesmo zangados?
Pois os chineses observaram tudo isso e decodificaram os sinais emitidos pelos órgãos internos.

Agora podemos saber o que está acontecendo conosco e assim podemos agir dando aos nossos órgãos internos aquilo que eles precisam para cuidar de nosso bem-estar!

Leave a comment