Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

  • Home  /
  • COLUNAS   /
  • [ESTUDOS ASTROLÓGICOS] O Sol ingressa em Áries, marcando início do Ano Novo Astrológico

[ESTUDOS ASTROLÓGICOS] O Sol ingressa em Áries, marcando início do Ano Novo Astrológico

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

| Da Redação Flores no Ar |

Neste dia 20 de março de 2021, o Sol ingressa no enérgico e impulsivo Signo de Áries. A configuração celeste marca o início do Ano Novo Astrológico, e também o Equinócio de Outono, cá no Hemisfério Sul.

Primeiro signo da roda zodiacal, do elemento Fogo e energia cardinal (iniciadora), Áries é regido pelo ativo planeta Marte, o guerreiro do zodíaco, e traz características de determinação, coragem, entusiasmo, vitalidade, pioneirismo, conquista.

“O signo de Áries, simboliza o fogo inicial da Criação, o impulso da Aventura. A entrada do Sol em Áries inaugura, portanto, um ciclo em que o Cosmos nos convoca à aventura, ao arriscar-se, ao lançar-se. Temos a mais propícia época para iniciar novos projetos, lançar novas sementes ou mesmo reativar velhos projetos que andavam meio adormecidos”, declara o astrólogo Haroldo Barros.

A astróloga Aline Maccari explica que este novo ciclo se inicia sob marcas astrológicas importantes. “No céu, Júpiter e Saturno em Aquário insistem em afirmar que estamos atravessando questões de importância coletiva e política. Durante o ano inteiro estaremos às voltas com toda a problemática da Covid e seus desdobramentos no mundo. Saturno estará em aspecto tenso com Urano nos falando de trabalho, economia, sobre a desestruturação das instituições e a necessidade de surgirem novos padrões que estruturem a vida social. Por isso veremos um combate exaustivo em 2021, do velho contra o novo”.

Neste período de tanta incerteza, ainda mais no Brasil, onde, além da pandemia, temos à frente da Presidência da Nação um ser completamente desequilibrado, que age com as qualidades sombrias de Áries, como o egoísmo, a impaciência, a insensibilidade, o descontrole e a agressividade, precisamos acionar em nós as qualidades positivas deste signo para agirmos com coragem e determinação, em direção ao bem coletivo.

Estrela de sete pontas suméria

REGÊNCIA DO NOVO ANO ASTROLÓGICO
Alguns astrólogos consideram que cada novo ano é regido por um dos sete astros da Astrologia Antiga. Seguindo a estrela de sete pontas suméria, o ano passado foi regido pelo Sol e este novo ano será regido pelo planeta Vênus.

“Se o Sol, no ano astrológico anterior, revelou o que estava oculto, Vênus vem nos desafiar a buscar o equilíbrio por meio da suavidade e do belo, evocando a necessidade de equilíbrio, harmonia, bem-estar, deleite, relacionamento e conforto. O ano astrológico regido por Vênus favorece aquele que busca amar e ser amado; a imprimir beleza em tudo o que faz; a encontrar satisfação em cada passo de sua vida”, informa o alquimista Daniél Fidélis, acrescentando que Vênus também encerra aspectos menos agradáveis, manifestando-se na vida de todo aquele que negligencia a busca da amorosidade, do belo e do equilíbrio: desilusões ou decepções nas mais variadas áreas. “O Planeta Vênus não é favorável para aqueles que gostam de competir em tudo e sempre se comparam aos demais. Vênus desfavorece, impiedosamente, a quem nutre sentimentos de inveja”.

A astróloga Débora Mechica lembra, entretanto, que, além da regência anual, estamos também sob a regência de um ciclo maior de 36 anos, que desde 2017 vem tendo Saturno como regente. “Desde então, estamos sentindo uma maior limitação, uma força mais saturnina em cima de nós, nos impondo uma energia mais restritiva (…) Saturno tem o papel de ceifar, limitar, pra que a gente sinta falta, pra que a gente valorize”.

Débora ressalta que este é um ano para prestar atenção em todas as coisas de valor que a gente tem que, quando perdidas, nos fazem falta e aí percebemos o valor que aquilo tinha. “É importante também cumprir o seu próprio papel no mundo, valorizando o que você constrói, sua capacidade, sua criatividade”.

Segundo a astróloga, este ciclo convida-nos, ainda, para avaliar o que estamos acumulando, tanto a nível material quanto emocional, e fazer uma limpeza para seguirmos mais leves. “Quanto mais a gente limpa, desapega, se liberta de algumas cargas, mais abertos estaremos para novas experiências”, declara Débora.

 

Leave a comment