Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

[CARCARÁ TAROT] Os Cavaleiros do Tarot e suas potências

Cavaleiros do Tarot (baralho de Waite-Smith)

| Por Sabrina Carvalho* |

A jornada do Tarot, assim como suas lâminas individualmente, nos fornecem o espelhamento do nosso eu no mundo e nas situações em que nos envolvemos. A jornada em si revela nossa relação cíclica com a vida e cada carta revela em que ponto desse ciclo nós estamos passando. As combinações e a própria aleatoriedade dos jogos espelham perfeitamente nossos desafios e nossas vitórias, assim como nossas potências.  

Enquanto o valete nos conecta com nossos potenciais, ou seja, aquilo que nós podemos desenvolver, o cavaleiro nos trás nossas potências a serem postas em prática na nossa vida. E ao contrário da Rainha e do Rei, o cavaleiro não traz em si a energia dos gêneros feminino e masculino, mas revela que ao contrário da maturidade já estabelecida pela realeza da corte, se manifesta a potência do eu, a juventude avançada e aprimorada que prepara essa maturidade para o posterior. A força do Rei e da Rainha passam pelo cavaleiro: a obstinação em dominar seu elemento faz com que elxs cheguem em seu ápice do poder elemental. Cada cavaleiro possui um cavalo, que em sua postura revela o movimento que seu elemento traz consigo. 

O cavalo do Cavaleiro de Ouros (na carta desenhada por Pâmela no tarot Rider-Waite-Smith), o cavalo negro parado fala do movimento do elemento terra, lento, fechado, cuja presença e não andança significam a concentração do cavaleiro em nutrir o aqui e o agora, para dar raízes sólidas e frutos a serem colhidos. O apego ao fazer e ao materializar se utilizam do cavalo não para correr léguas, mas sim para ajudar a arar a terra, transportar insumos para a alimentação dos nossos sonhos. Ele não precisa ir a lugar algum, sua missão está à sua frente e o que precisa ser feito faz do cavaleiro um ótimo realizador. Devagar se vai ao longe!

O Cavaleiro de Espadas corre com a velocidade do vento, anunciando, comunicando e, principalmente, lutando pela verdade. A rapidez da mente, o poder de transformação das palavras e a objetividade são os pontos fortes do portador do elemento ar. Seu cavalo veloz leva consigo as verdades, a lógica e, por ser tão conectado com essas verdades, pode ser bastante cortante com suas lâminas comunicativas. A frieza de suas palavras e a capacidade de focar na missão faz desse cavaleiro um ótimo guerreiro que conquista, defende e combate o que quer que seja.

 O belo Cavaleiro de Copas adorna seu cavalo e seu caminho. Ele busca um trajeto para que possa contemplar com seu cavalo as belas paisagens, significados, insights, ideias, inspirações… Quem nunca sonhou um dia? Quem nunca idealizou a partir dos seus sonhos um mundo melhor, uma relação melhor? Satisfação, apaixonamento e criatividade são o conteúdo das taças cheias desse cavaleiro, que não economiza utopias nem vislumbres. Seu cavalo saltitante quer flutuar mais que cavalgar, não quer correr nem brigar, como diria Tim Maia: só se quer amar.

E para encerrar temos o mestre da expansão! O Cavaleiro de Paus é pura transmutação, transformação, realização, e, por que não, tesão. Tesão de viver, paixão pela vida! É para além do sonhar, é o realizar, o colocar toda nossa força de potência para finalmente conseguir o que se quer. E por ser ansioso, afobado, também dispões de muita velocidade para o que for. Nada consegue barrar a vontade de potência do cavaleiro de fogo, cujo seu poder maior é o seu querer. 

Foto: Marília Pinheiro

 

* Sabrina Carvalho é taróloga, criadora da Carcará – Escola de Tarot, pesquisadora e escritora/colunista do Portal Flores no Ar. Realiza leituras com foco em autoconhecimento, autoempoderamento e transformação. Também ministra aulas de iniciação aos Arcanos Maiores e Menores.

CONTATOS
Fone/ WhatsApp: (81) 99634.5003
E-mail: carcaratarot@gmail.com
Instagram: @carcaratarot

Leave a comment