Fique por dentro das novidades do Flores no Ar!
  • Facebook
  • Twitter

Arquivos

Flores no Ar Logotipo do Portal Flores no Ar

  • Home  /
  • COLUNAS   /
  • 2017 – um ano de muitos significados!

2017 – um ano de muitos significados!

tarot-2017
O Julgamento (Tarot de Marselha), La Esperanza [A Estrela] (Tarot Egípcio), A Roda da Fortuna (Etteilla Thoth) e O Mago (Rider-Waite-Smith)
Por Sabrina Carvalho*
sabbraccadabra@gmail.com

Em todo final de ano, os desafios são lançados ao novo ciclo que virá, tornando o mês de dezembro cheio de planejamentos e confraternizações. Aquele vai e vem de inícios e fins, as rodas da fortuna circulando pelas ruas, costurando novos planos com conformações de finais. O olhar passeia saudoso do que passou (ou não) e ansioso por novas paisagens, novas realizações, novos sonhos…

A renovação proposta pela virada de ano, sempre demanda, para os (as) tarólogos(as), conversas sobre cartas do ano, previsões etc.

Como não gosto de fazer previsões, sempre fico atenta às perspectivas numerológicas das passagens de ano e suas associações com o Tarot, através da soma de todos os números correspondentes ao ano que vai entrar: 2+0+1+7=10 =1 (A Roda da Fortuna ou O Mago?)

Como a própria História do Tarot, as discussões sobre a validade dessas associações entre Numerologia e Tarot para previsão do ano também são bastante controversas e ficam sempre muito calorosas nessa época do ano.

No ano passado eu escrevi uma coluna para o Flores no Ar, falando do arcano IX, número referente à soma de 2+0+1+6=9, o Eremita. Mas se eu tivesse que escolher um arcano maior para definir este ano que enfim acaba, escolheria, sem dúvidas, A Torre, arcano 16. Também conhecida como A Torre Fulminada, o Arcano XVI representa uma transformação dolorosa, onde toda uma estrutura fica abalada, condenada à destruição provocada por uma “força maior”.

Conversando sobre essa impressão do ano de 2016 com Lu Rabelo (coordenadora do Portal Flores no Ar), provocada já pela expectativa do ano que virá (se O Mago ou A Roda da Fortuna?), comentei da minha ideia e começamos a pensar que poderíamos fazer uma associação do milênio/centenário e decênio/ ano em que estamos. Por exemplo, de 1900 a 1999, pode ter sido o ciclo do Sol, arcano 19, da iluminação, da visão para o futuro, da velocidade, da ciência… E se seguirmos essa lógica teremos para 2017 os arcanos XX e XVII ( O Julgamento e A Estrela).

Dentre os teóricos do Tarot, há um conhecido bruxo, Alejandro Jodorowsky, que afirma (em La via del Tarot) que a associação entre os arcanos é ainda mais mágica e transformadora que a análise isolada desses arquétipos. Por que não poderíamos analisar as associações numéricas do ano de 2017 assim, não é?!

Primeiro vamos a O Julgamento, Arcano XX, que seria o regente deste centenário (de 2000 até 2099), segundo essa associação. Renascimento, transmutação, libertação e mudança de Era são algumas ideias associadas ao XXº Arcano. Se pensarmos que ainda estamos na segunda década deste centenário podemos afirmar que caminhamos no início desse ciclo transformador e ainda precisamos soltar algumas amarras para que essa libertação seja efetivada…ainda temos 83 aninhos para realizar essa façanha transmutadora.

a-estrela-tarot
A Estrela (Tarot de Marselha)

Mas vamos ao ano de 2017, que é o amanhã quase hoje que bate à nossa porta e nosso desafio mais próximo! Então que venha A Estrela!

No ano d’A Estrela, a saída é pela esperança, pela alimentação dos sonhos, da beleza, da intuição que leva à transformação… Além de uma prerrogativa muito maravilhosa: “nenhuma destruição é definitiva!” (Papus, O Tarô dos Bohemios, Ed. Martins Fontes)

Em tempos tão difíceis, não poderíamos deixar de ouvir os conselhos do 17º arcano que nos atenta à força inspiradora que nos mantêm inteiros em meios a situações de dificuldade, pondo à esperança grande responsabilidade pela resistência e o avanço em meio às tempestades. Em momentos difíceis como estes que estamos passando, se não enxergamos a esperança, nos deixamos sucumbir pelas forças que teimam em nos tirar do eixo.

Se o ano de 2017 (2+0+1+7=10 ) é o da Roda da Fortuna, A Estrela não deixa de ser um conselho útil para lidar com as ideias de finalizações de ciclo, recomeços e mudanças de rota. Quando A Roda da Fortuna passa desgovernada, deixando a sensação de não termos controle sobre os acontecimentos da nossa vida, nada melhor que a reconexão com a natureza e a retomada da esperança.

Se o ano é do Mago, cuja redução numérica de 10 gera 1, nos põe novamente no início de um ciclo, porém com a concentração necessária para transformar! A ideia do mago como alquimista que conhece os elementos em sua mesa e está disposto a experimentações em busca de transformações, dá à Estrela o papel fundamental da inspiração em busca da beleza das grandes realizações!

Mesmo quando olhamos para o céu à noite e temos a sensação de sermos um grão de areia no infinito das estrelas, A Estrela nos conecta com essa força misteriosa e cósmica que dá sentido à nossa vida e nos faz seguir adiante! Que venha 2017! Que venha A Estrela!

Leave a comment